quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Correção comentada vestibular UEM de inverno/2011-Gabarito 1

O filme “Rio” conta a história de Blu, o último espécime macho de ararinha-azul (apesar de na sinopse do filme constar arara-azul), que foi contrabandeado para os EUA, onde se torna bastante domesticado. Sobre esse assunto, é correto afirmar que

01) a retirada de uma espécie de seu ambiente de origem e a sua introdução em outro é recomendada para que possa garantir a manutenção da biodiversidade. Errada, a retirada de uma espécie de seu ambiente de origem e a sua introdução em outro sem o estudo adequado do impacto que isso acarretará contribui para o desequilíbrio ecológico, pois afeta diretamente a cadeia alimentar, reduzindo consideravelmente o número de espécies
Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

02) a eliminação de espécies silvestres é bastante danosa, pois desestabiliza as cadeias alimentares, diminui a biodiversidade e reduz o banco genético do planeta. Correta, a extinção de espécies, principalmente pela perda de seus ambientes naturais (habitats) é um processo irreversível na natureza e as consequências são a perda de informações genéticas relevantes e as alterações ecológicas que desestabilizam as cadeias e teias alimentares, num efeito negativo multiplicador.
Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

04) a ararinha-azul já foi declarada oficialmente extinta pelo IBAMA. Correta, Esta espécie foi desaparecendo e sua população, que já era restrita desapareceu. Isso devido à captura para o tráfico de animais para servir como ave ornamental ou de estimação e também a destruição de seu habitat original.Considerada extinta pelo IBAMA, em julho de 2002, é a Arara mais rara do mundo! O último exemplar selvagem conhecido dessa espécie e que habitava a região de Curaçá, no sertão da Bahia, desapareceu em outubro de 2000. Este macho de tão solitário (pois sua espécie é gregária, vivendo em grupos) acabou acasalando com uma fêmea de Maracanã (Ara maracana), que também vive no mesmo habitat. Logicamente, mesmo com o casal tentando reproduzir, não houve filhotes. http://www.saudeanimal.com.br/ararinha_azul.htm
Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

08) a fim de recuperar a diversidade biológica seria adequado acasalar Blu com uma fêmea de outra espécie. Errada, pois os descendentes do cruzamento entre espécies diferentes, quando ocorre, são estéreis, o que diminui a biodiversidade.
Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

16) ações antrópicas, como a introdução de espécies e a extinção de espécies, causam grande desequilíbrio ambiental. Correta, a retirada de uma espécie de seu ambiente de origem ou a sua introdução em outro sem o estudo adequado do impacto que isso acarretará contribui para o desequilíbrio ecológico, pois afeta diretamente a cadeia alimentar, reduzindo consideravelmente o número de espécies
Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

Somatória= 2+4+16= 22

Conteúdos: Ecossistema e Biodiversidade


segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Correção comentada vestibular UEM de inverno/2011-Gabarito 1

Sobre os fungos, é correto afirmar que

01) são organismos eucariontes, uni ou pluricelulares e autótrofos, uma vez que se nutrem por absorção. Errada, são organismos eucariontes, uni ou pluricelulares e heterótrofos, uma vez que se nutrem por absorção.
Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

02) as hifas cenocíticas não apresentam septos transversais; portanto, seus núcleos ficam dispersos em uma massa citoplasmática comum. Correta, nos grupos mais simples, a hifa é formada por uma massa de citoplasma plurinucleada, denominada hifa cenocíticas.
Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

04) no processo de reprodução sexuada os fungos produzem esporos haploides denominados zigósporos, ascóporos e basidiósporos. Correta, zigomicetos, ascomicetos e basidiomicetos apresentam processo de reprodução sexuada em que ocorre a fusão de núcleos celulares haplóides, os esporos. Nos zigomicetos os esporos são os zigósporos; nos ascomicetos são os ascósporos e nos basidiomicetos são os basidiósporos.
Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

08) muitas espécies são importantes para a alimentação humana; dentre eles, destacam-se as espécies de Penicillium, utilizadas em grande escala para fermentação alcoólica. Errada, muitas espécies são importantes para a alimentação humana; dentre eles, destacam-se as espécies de Penicillium (roquefortii e camembert) , utilizadas para produção de queijos.
Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

16) as micorrizas são fungos parasitas que crescem no interior das células das raízes de algumas plantas. Errada, as micorrizas são associações de fungos com raízes de plantas, onde as hifas envolvem as raízes ou penetram em suas células, estudos mostram que as plantas se beneficiam com essa associação. Comprovadamente o fungo aumenta a capacidade da raiz de absorver minerais escassos no solo. Por sua vez o fungo também se beneficia com a associação, obtendo açúcares, aminoácidos e outras substâncias das raízes, das quais ele se nutre, é uma relação de mutualismo.
Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

Somatória= 2+4= 8

Conteúdo: Fungos



Correção comentada vestibular UEM de inverno/2011-Gabarito 1

Em relação ao parasitismo, assinale o que for correto.

01) É uma relação desarmônica, em que o parasito se nutre do hospedeiro até levá-lo rapidamente à morte. Errada, parasitismo é uma relação desarmônica ou negativa (quando pelo menos um dos indivíduos ou uma das populações é prejudicada na associação); parasitismo é um tipo de simbiose em que uma espécie parasita associa-se a outra a espécie hospedeira, causando-lhe prejuízos por se alimentar à sua custa. Em geral, espécies parasitas e hospedeiros estão bem adaptadas umas as outras, de modo que a relação causa prejuízos não muito grandes aos organismo parasitado. Basta pensar que, se um parasita matar seu hospedeiro, ele também morrerá.
Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

02) O desenvolvimento de estruturas de fixação e a grande capacidade reprodutiva são algumas adaptações à vida parasitária. Correta, a sobrevivência do parasita depende de uma série de adaptações, como órgãos de fixação (ventosas e espinhos) e grande capacidade de reprodução , o que compensa sua a alta mortalidade, principalmente quando o parasita passa do corpo de um hospedeiro para o de outro.
Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

04) As orquídeas são consideradas ectoparasitas de plantas, pois se nutrem da planta hospedeira. Errada, as orquídeas são epífitas são plantas que fazem outras de suporte, não podem ser confundidas com plantas parasitas, pois não retiram nenhum alimento das árvores em que vivem.
Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

08) Em geral, parasitos e hospedeiros adaptam-se uns aos outros, a fim de que a relação cause poucos prejuízos ao organismo parasitado. Correta, em geral, espécies parasitas e hospedeiros estão bem adaptadas umas as outras, de modo que a relação causa prejuízos não muito grandes aos organismo parasitado. Basta pensar que, se um parasita matar seu hospedeiro, ele também morrerá.
Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

16) O controle biológico de pragas utilizando parasitos é mais eficiente do que o uso de agrotóxicos, por ser mais específico e não poluir o ambiente. Correta, o controle biológico com parasitas é muito eficiente, pois muitos parasitas são altamente específicos, Ex. Usa-se um tipo de vírus (baculovírus) contra a lagarta da soja, sem afetar outros animais ou plantas, garantindo que apenas a espécie visada seja atingida, e as outras não são prejudicadas, como acontece com o uso do agrotóxico.
Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

Somatória= 2+8+16= 26

Conteúdos: Relações entre os seres vivos – desarmônicas (parasitismo) e harmônica comensalismo








Correção comentada vestibular UEM de inverno/2011-Gabarito 1

Sobre cadeias e teias alimentares, assinale o que for correto.

01) A transferência de energia no ecossistema é unidirecional: começa com a captura da energia luminosa pelos produtores e prossegue diretamente para os consumidores terciários. Errada, há um fluxo unidirecional de energia que vai dos produtores para os consumidores. Ao comer os fotossintetizantes, os consumidores primários aproveitam a energia; os consumidores secundários por sua vez, ao comer um consumidor primário, utilizam as substâncias destes como fonte de energia e assim sucessivamente. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

02) Os organismos consumidores são heterótrofos, isto é, não produzem matéria orgânica a partir de substâncias inorgânicas. Correta, os produtores ou produtores primários são autotróficos produzem substâncias orgânicas; os consumidores são todos heterotróficos, se alimentam de outros seres. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

04) Os herbívoros ocupam o mesmo nível trófico, porém, nichos diferentes. Correta, para se alimentar, os animais herbívoros dependem diretamente dos vegetais por isso são chamados de consumidores primários, constituem o segundo nível trófico. Os consumidores primários de uma floresta podem variar de pequenos invertebrados(mihocas, insetos, caracóis, etc) até vertebrados (pássaros, ruminantes etc), todo são do 2º nível trófico, mas tem nichos diferentes.
Nicho: conjunto de relações e de atividades características da espécie no local, desde os tipos de alimento utilizado até as condições de moradia, hábitos, inimigos naturais, estratégias de sobrevivência etc. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

08) Um determinado organismo dentro de uma teia alimentar pode ocupar diferentes níveis tróficos. Correta, os onívoros, por se alimentarem de vegetais e animais, não se prendem a um único nível trófico e podem ser consumidores primários, secundários ou terciários em uma teia alimentar. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder
Teia alimentar: Na natureza, alguns seres podem ocupar vários papéis em diferentes cadeias alimentares. Quando comemos uma maçã, por exemplo, ocupamos o papel de consumidores primários. Já ao comer um bife, somos consumidores secundários, pois o boi, que come o capim, é consumidor primário.Muitos outros animais também têm alimentação variada. Um organismo pode se alimentar de diferentes seres vivos, além de servir de alimento para diversos outros. O resultado é que as cadeias alimentares se cruzam na natureza, formando o que chamamos de teia alimentar. Nas teias alimentares, um mesmo animal pode ocupar papéis diferentes, dependendo da cadeia envolvida. Na teia representada no esquema abaixo (siga as setas) o gavião ocupa tanto o papel de consumidor secundário quanto terciário. http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Ecologia/Cadeiaalimentar4.php
16) A coruja, ao se alimentar de um rato, que se alimentou de plantas, é considerada um consumidor secundário e ocupa o segundo nível trófico de uma cadeia alimentar. Errada, a coruja é consumidor secundários mas ocupa o terceiro nível trófico.
plantas – produtor - 1º nível trófico
rato – consumidor primário - 2º nível trófico
coruja – consumidor secundário – 3º nível trófico
Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

Somatória= 2+4+8= 14

Conteúdos: Conceitos básicos de ecologia; Cadeias e teias alimentares; Níveis tróficos; Fluxo de energia




quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Correção comentada vestibular UEM de inverno/2011-Gabarito 1

O filósofo grego Aristóteles (384 a.C. – 322 a.C.) chamava as minhocas de “intestinos da Terra”, em referência ao importantíssimo papel que esses animais desempenham no solo. Os antigos egípcios atribuíam poderes especiais a esses animais devido ao extraordinário trabalho de regeneração do solo que executam. E tinham razão: hoje sabemos que a grande fertilidade do solo às margens do rio Nilo deve-se principalmente ao trabalho das minhocas que, ano após ano, transformam milhões de toneladas de matéria orgânica despejada pelas águas das enchentes em adubo mineral de alta qualidade. Com relação a esses organismos, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
01) A metameria, isto é, a divisão do corpo em metâmeros, foi um importante avanço evolutivo que permitiu o movimento de escavação. Correta, graças a contração e distensão coordenadas dos músculos de cada metâmero, as minhocas podem rastejar e penetrar em seus túneis com grande rapidez. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

02) A minhoca possui sistema circulatório aberto, com pigmentos respiratórios, como a hemoglobina e a hemocianina. Errado, as minhocas e outros anelídeos tem sistema circulatório fechado. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

04) Na reprodução das minhocas, o clitelo das fêmeas secreta um casulo, dentro do qual eliminam os óvulos maduros. Errada, após a cópula cada minhoca passa a secretar um tubo mucoso em torno do clitelo, depois alguns óvulos são eliminados nesse tubo , que posteriormente formará um casulo protetor. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

08) O tubo digestório da minhoca é constituído de boca, faringe, esôfago, papo, moela, intestino e ânus. Correta, minhocas tem tubo digestório completo com boca, faringe, esôfago, papo, moela, intestino e ânus. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

16) Dentre os resíduos que a minhoca produz, destacam-se os carbonatos, que deixam o solo mais ácido, favorecendo a penetração da água. Errada, a minhoca produz húmus, material muito utilizado como adubo. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

Somatória= 1+8= 9

Conteúdo: Anelídeos - minhocas


Correção comentada vestibular UEM de inverno/2011-Gabarito 1

Sobre ecossistemas e sucessão ecológica, analise as alternativas e assinale o que for correto.
01) Nos ecossistemas onde os fatores abióticos são adequados e disponíveis, verifica-se maior número de espécies, como ocorre nas faixas litorâneas, estuários de rios e nas florestas pluviais. Correta, fatores abióticos adequados e disponíveis garantem maior produtividade de um ecossistema e a existência de um maior número de espécies (faixas litorâneas, estuários de rios e florestas pluviais). Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

02) O aparecimento de novos nichos durante a sucessão ecológica leva ao aumento da biodiversidade, diminuindo a biomassa do ecossistema em sucessão. Errada, o aparecimento de novos nichos ecológicos durante a sucessão aumenta a biodiversidade, aumentando o nº total de espécies no local, aumentando a biomassa do ecossistema em sucessão. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

04) Uma elevada diversidade de espécies torna o ecossistema mais complexo, com maior número de nichos ecológicos, garantindo o equilíbrio da comunidade clímax, diminuindo a probabilidade de ocorrer mudanças drásticas. Correta, o crescimento da teia de relações entre seus componentes permite a comunidade ajustar-se cada vez mais às variações impostas pelo meio, aumentando sua estabilidade, apesar das variações ambientais, atingindo a comunidade clímax, onde a biodiversidade, a biomassa e as condições microclimáticas tendem a se manter constantes. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

08) As queimadas, comuns na estação seca em diversas regiões brasileiras, podem provocar a destruição da vegetação natural, e na sequência ocorre o processo
denominado sucessão primária. Errada, as queimadas são exemplos de sucessão secundária, pois a vida vai surgir em local anteriormente ocupados por uma comunidade biológica. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

16) No ambiente marinho, as comunidades são divididas em três grandes grupos: plâncton, nécton e bentos, de acordo com a capacidade de movimentação dos organismos e os locais que ocupam. Correta, de acordo com sua capacidade de deslocamento e o local que ocupam as comunidades marinhas podem ser divididas em plâncton, nécton e bentos. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

Somatória= 1+4+16= 21

Conteúdos: Ecossistema e sucessão ecológica



Correção comentada vestibular UEM de inverno/2011-Gabarito 1

O desenvolvimento da simetria bilateral foi um importante avanço para a evolução dos animais. Sobre esse assunto, pode-se afirmar corretamente que
01) possibilitou a cefalização. Correta, animais com simetria bilateral realizam movimento com uma das extremidades do corpo voltadas para frente (região anterior) sendo a primeira que entra em contato com o alimento , fatores estimulantes e com o perigo. Com a evolução dos animais os órgãos dos sentidos e células nervosas se concentrarão nessa região, processo denominado cefalização. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

02) permitiu a ocupação de ambientes terrestres pelo movimento de rastejamento. Correta, a simetria bilateral é característica de animais que nadam, cavam, rastejam, voam ou andam ativamente, estando associada à movimentação ativa e direcionada, o que permitiu a exploração e ocupação de ambientes terrestres. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

04) garantiu o equilíbrio e diminuiu a resistência do ar ou da água ao movimento. Correta, a simetria bilateral é característica de animais que nadam, cavam, rastejam, voam ou andam ativamente, estando associada à movimentação ativa e direcionada, o que diminuiu a resistência do ar e da água ao movimento. O eixo da simetria bilateral está relacionado a melhorar o equilíbrio do animal. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

08) possibilitou que animais fixos (sésseis) entrem em contato com o ambiente em várias direções. Errada, a maioria dos animais sésseis, isto é,que vivem fixados a objetos tem, em geral, movimentos lentos e simetria radial. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

16) todos os metazoários apresentam esse tipo de simetria. Errada, poríferos, cnidários e equinodermos adultos tem simetria radial, todos os outros animais tem simetria bilateral. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

Somatória= 1+2+4= 7

Conteúdo: Tendências evolutivas na estrutura corporal dos animais




Correção comentada vestibular UEM de inverno/2011-Gabarito 1

A enorme variedade de seres vivos tem fascinado a humanidade, desafiando-nos a compreendê-la e a explicá-la. “Como surgem as novas espécies?”, questiona-se.
Com relação a esse assunto, assinale o que for correto.

01) A Teoria da Evolução admite que todas as espécies hoje existentes compartilham um ancestral comum, em um processo denominado especialização. Errada, os cientistas acreditam que na evolução da vida, as espécies surgem por cladogênese, isto é, por diferenciação de uma espécie ancestral. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

02) Uma etapa fundamental no processo evolutivo que dá origem a novas espécies é o isolamento geográfico de populações. Correta, considera-se que o primeiro passo para a formação de novas espécies é a separação geográfica entre populações de uma espécie ancestral. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

04) Novas espécies surgem quando duas populações ficam isoladas uma da outra de modo que não haja intercâmbio genético entre elas. Correta, após o isolamento geográfico das populações, os cruzamentos (intercâmbio genético) não ocorre mais. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

08) O processo pelo qual uma espécie se espalha por vários ambientes e origina um grande número de espécies diferentes é chamado de irradiação adaptativa. Correta, irradiação adaptativa é o processo que ocorre para formação de subespécies, que ocorre inicialmente com o isolamento geográfico de populações de uma mesma espécie, que vão se tornando geneticamente diferentes, consequência do isolamento geográfico que provoca o acúmulo de mutações novas e a seleção de diferentes combinações gênicas, é uma etapa de transição na origem de novas espécies. Irradiação adaptativa é o mesmo que convergência ou evolução convergente. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

16) Novas espécies podem surgir em consequência de mutações cromossômicas. Correta, novas espécies podem surgir abruptamente devido à ocorrência de mutações cromossômicas que podem ocorrer durante as divisões celulares. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

Somatória= 2+4+8+16= 30

Conteúdos: Evolução e origem das novas espécies




Correção comentada vestibular UEM de inverno/2011-Gabarito 1

Com relação aos cordados, é correto afirmar que

01) os anfíbios foram os primeiros vertebrados a ocupar o ambiente terrestre, graças à presença de pulmões e dois pares de patas. Correta, foram os primeiros vertebrados a ocupar o ambiente terrestre, graças à presença de pulmões e dois pares de patas. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder


02) as penas das aves, constituídas de quitina, são importantes para manutenção da homeotermia e para o voo. Errada, as penas são formadas de queratina, que protegem a ave, ajudam a conservar o calor do corpo (homeotermia) e auxiliam no voo. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder


04) uma das adaptações dos répteis para serem bem sucedidos no ambiente terrestre é terem o corpo recoberto por queratina, o que torna a pele seca e impermeável. Correta, a pele impermeável e seca, devido à camada de queratina, que reveste suas escamas, evita a desidratação e permite a sobrevivência em ambientes muito secos, como os desertos, característica fundamental para a colonização do ambiente terrestre. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

08) uma das adaptações dos mamíferos é a dentição diferenciada em dentes incisivos, caninos, pré-molares e molares. Correta, os mamíferos apresentam dentição diferenciada em dentes incisivos, caninos, pré-molares e molares. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder


16) os peixes cartilaginosos apresentam brânquias na região anterior do corpo, cobertas por uma placa móvel, o opérculo. Errada, os peixes cartilaginosos apresentam de 5 a 7 pares de fendas branquiais laterais, parte inferior do corpo e não apresentam opérculo. O opérculo é uma cobertura óssea que protege as as brânquias dos peixes ósseos (actinopeterígios). Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

Somatória= 1+4+8= 13

Conteúdo: Cordados: peixes e tetrápodes






quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Correção comentada vestibular UEM de inverno/2011-Gabarito 1

Atualmente, existe uma polêmica envolvendo o uso de organismos transgênicos, como a soja transgênica, por exemplo. Sobre esse assunto, é correto afirmar que

01) a transgenia é uma técnica da Engenharia Genética que permite transferir genes de uma espécie para outra com o objetivo de alterar determinadas qualidades de espécies de animais ou vegetais, tendo em vista sua utilização pela humanidade. Correta, há mais de trinta anos, os cientistas são capazes de desenvolver organismos que carregam em sua carga genética genes modificados ou oriundos de organismos de outras espécies. a transgenia vem sendo aplicada nas atividades agrícolas para viabilizar o cultivo de espécies vegetais mais adaptadas às necessidades humanas, como resistência à seca, incidência de pragas, adaptação a determinadas regiões, entre outras. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder http://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/cana-de-acucar/arvore/CONTAG01_71_711200516719.html

02) organismos que doam seus genes a outra espécie, a fim de aumentar a variabilidade genética desta outra, são chamados transgênicos. Errada, organismos que recebem genes de outra espécie são chamados transgênicos. Organismos que recebem e incorporam genes de outra espécie são chamados transgênicos. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

04) a soja transgênica possui um gene que confere resistência a determinados herbicidas, mas este gene não é transmitido às gerações seguintes, diminuindo, assim, a sua produtividade. Errada, soja transgênica plantada comercialmente é uma planta que recebeu, por meio de técnicas da biotecnologia, um gene de um outro organismo capaz de torná-la tolerante ao uso de um tipo de herbicida, o glifosato*.
Esse gene foi extraído de uma bactéria do solo, conhecida por Agrobacterium, e patenteado por uma empresa privada com o nome CP4-EPSPS. Estruturalmente, é muito parecido com os genes que compõem o genoma de uma planta. Quando inserido no genoma da soja, tornou a planta resistente à aplicação do herbicida. Uma vez que a alteração foi no genoma ela é transmitida aos descendentes, aumentando sua produtividade. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder http://www.cnpso.embrapa.br/box.php?op_page=114&cod_pai=27

08) supõe-se que os alimentos transgênicos não representam nenhuma ameaça à saúde humana e, por isso, não necessitam ser testados em outras espécies de animais antes de chegarem ao homem. Errada, são vários os benefícios dos transgênicos, mas também há alguns riscos provocando grandes debates e até restrições a esses produtos com o argumento de que não há provas suficientes de eles causem danos à saúde e ao ambiente à longo prazo, necessitando ser amplamente testados. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

16) o organismo transgênico é capaz de produzir substâncias que, em condições naturais, não o seria. Correta, há animais transgênicos com genes humanos para produção de substâncias, como as cabras transgênicas que produzem no leite fatores para a coagulação do sangue. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

Somatória= 1+16= 17

Conteúdo: Biotecnologia-Transgênicos



Correção comentada vestibular UEM de inverno/2011-Gabarito 1

Sobre os cnidários, é correto afirmar que são animais que apresentam
01) dois folhetos germinativos, a ectoderme e a mesogleia. Errada, os cnidários são animais diblásticos, isto é, apresentam apenas dois folhetos germinativos, ectoderma e endoderma. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

02) cavidade gastrovascular e sistema nervoso difuso. Correta, os cnidários apresentam uma cavidade corporal, cavidade gastrovascular, para digestão dos alimentos. A coordenação dos movimentos dos cnidários é executada por uma rede de células nervosas qu processa estímulos percebidos por c´lulas epiteliais e emite estímulos às células mioepiteliais, essa rede constitui o que se denomina sistema nervoso difuso. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

04) nematocistos e porócitos. Errada, os cnidários possuem cápsulas, os nematocistos, que contém uma substância urtigante para defesa e captura de alimento. Porócito é célula de poríferos. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

08) cnidoblastos e digestão extracelular. Correta, possuem cnidoblastos, célula de defesa e captura de alimento. Digestão é extra e intracelular. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder
Considero a afirmação 08 errada pois a digestão é extra e intracelular, quando na afirmação coloca-se cnidoblasto e digestão extracelular parece afirmar que a digestão ocorre apenas fora da célula.

16) formas medusoides e polipoides. Correta, a maioria dos cnidários apresenta em seu ciclo de vida, duas formas corporais: pólipo ou polipoide e medusa ou medusoide. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

Somatória= 2+8+16 = 26
Conteúdo básico: Filo dos Cnidários
















Correção comentada vestibular UEM de inverno/2011-Gabarito 1

Nos organismos sexuados, ocorrem dois tipos de divisão celular: a mitose, que é uma divisão equacional, ou seja, as células-filhas têm número de cromossomos igual ao da
célula-mãe; e a meiose, uma divisão reducional, ou seja, o número de cromossomos das células-filhas é reduzido à metade em relação ao da célula-mãe. Com relação a essas
divisões, assinale o que for correto.

01) A intérfase é um período em que a célula está em repouso. Errada, é na intérfase que DNA cromossômico encontra-se em plena atividade, produzindo moléculas de RNA com instruções para a síntese de proteínas; na intérfase a célula cresce e o DNA se duplica, preparando a célula para a próxima divisão. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

02) As células cancerosas não respondem aos mecanismos de controle que fazem uma célula iniciar e parar o ciclo celular de acordo com as necessidades do organismo. Correta, durante a vida de um animal as divisões celulares são rigorosamente controladas, de modo a garantir o bom funcionamento do organismo. Podem ocorrer alterações genéticas que danificam o controle da divisão celular, levando a célula a crescer e se multiplicar sem necessidade. Se ocorrer a transmissão dessa multiplicação descontrolada às células-filhas, poderá se formar um tumor. As células cancerosas dividem-se indefinidamente, ou seja, não respondem ao mecanismo de controle que fazem um célula iniciar e parar as divisões de acordo com as necessidades do organismo. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

04) Um recém-nascido tem cerca de um bilhão de células. Quando adulto apresentará o mesmo número de células, porém elas serão maiores em decorrência de especialização, nutrientes e organelas. Errada, quando após um período de crescimento, uma célula se divide, ela restaura sua relação original entre sua área e seu volume. A divisão celular é a a maneira em que as células dos organismos multicelulares se multiplicam, possibilitando o crescimento. Cada um de nós já foi uma única célula, a partir da qual surgiram, por divisões celulares sucessivas, as dezenas, de trilhões de células que formam nosso corpo. Crescemos por aumento do número de células, não por aumento do seu tamanho. Ainda existem cerca de 26 bilhões de células numrecém-nascido e 50 trilhões num adulto. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder http://www.professorjarbasbio.com.br/Curiosidades.htm

08) Enquanto a mitose produz dois núcleos idênticos entre si e idênticos ao núcleo inicial, a meiose produz quatro não idênticos entre si. Correta, a mitose é um processo de divisão celular que forma duas células-filhas idênticas à célula-mãe, com o mesmo número de cromossomos (núcleos idênticos), Os conteúdos genéticos das células-filhas são idênticos entre si e também iguais aos da célula- mãe ; já a meiose é um processo de divisão celular que forma quatro células-filhas diferentes da célula mãe, com a metade do número de cromossomos da célula-mãe ( núcleos não idênticos), Uma célula-mãe produz quatro células-filhas. Os conteúdos genéticos das células-filhas diferem da célula-mãe e também diferem entre si. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder http://www.coladaweb.com/biologia/biologia-celular/diferencas-entre-a-mitose-e-a-meiose

16) A anáfase I da meiose e a anáfase da mitose são idênticas, os centrômeros dos cromossomos são duplicados e as cromátides se separam. Errada, na anáfase I da meiose os cromossomos homólogos separam-se e vão para polos opostos por causa da contração dos fios do fuso. Ao contrário do que ocorre na mitose, as cromátides não se separam; os cromossomos que migram para os polos são duplos e não simples. Base de consulta: Amabis e Martho; Linhares e Gewandsznajder

Somatória= 2+ 8 = 10

Conteúdo base: divisão celular – mitose e meiose



Correção comentada vestibular UEM de inverno/2011-Gabarito 1

Sobre o sistema digestório, assinale o que for correto.


01) As vilosidades intestinais, ricamente supridas por capilares sanguíneos e linfáticos, têm como principal função aumentar a superfície de contato, favorecendo a absorção dos nutrientes. Correta, as vilosidades intestinais (milhões de pequenas dobras), revestem a superfície interna do intestino delgado, o que proporciona uma ampla superfície de contato entre as células e os nutrientes, responsável pela grande capacidade de absorção intestinal. A absoluta maioria dos nutrientes é absorvida pela mucosa do intestino delgado, de onde passa para os capilares sanguíneos e linfáticos. Base de consulta: Amabis e Martho


02) Em ruminantes, a obtenção de glicose dos alimentos é favorecida por bactérias e protozoários simbiontes que vivem em seus estômagos produzindo enzimas para a digestão de celulose. Correta, durante sua permanência no rume, o alimento é parcialmente digerido pelos microrganismos (bactérias e protozoários) que produzem a enzima celulase, que digere a celulose, transformando longas moléculas insolúveis em moléculas de glicose.
Simbiose é uma relação mutualmente vantajosa, na qual, dois ou mais organismos diferentes são beneficiados por esta associação. Um bom exemplo deste tipo de simbiose é o processo que ocorre dentro do sistema digestório de animais como os ruminantes. Estes animais são herbívoros, logo, alimentam-se de celulose, e, esta, é digerida em seus estômagos com a colaboração de microrganismos específicos para este fim. Ao mesmo tempo em que estes microrganimos se beneficiam vivendo dentro do aparelho digestório destes animais (habitando e recebendo alimento), eles também são benéficos aos herbívoros, pois, ajudam na digestão da celulose. Base de consulta: Amabis e Martho


04) O pâncreas é uma glândula que, além de secretar enzimas digestivas, secreta também os hormônios insulina e glucagon. Correta, além de produzir os bicarbonatos e as enzimas que compõem o suco pancreático, o pâncreas também produz hormônios e os lança na corrente sanguínea.

Hormônios produzidos pelas Ilhotas de Langerhans (no Pâncreas)

Insulina - Facilita a penetração da glicose, presente no sangue circulante, nas células, em particular nas do fígado, onde é convertida em glicogênio (reserva de glicose).
Glucagon (glucagônio) - Responsável pelo desdobramento do glicogênio em glicose e pela elevação de taxa desse açúcar no sangue circulante. Base de consulta: Amabis e Martho


08) Após uma cirurgia de emergência, uma pessoa teve sua vesícula biliar retirada. Dessa forma, espera-se que essa pessoa deixe de produzir a bile. Errado, a bile é produzida pelo fígado e armazenada na vesícula biliar. Como a vesícula biliar armazena a bile e a joga no intestino somente quando há necessidade, com a sua retirada o próprio fígado se encarrega de enviar o líquido digestivo. Base de consulta: Amabis e Martho


16) No intestino delgado do homem, as células das paredes internas secretam vários tipos de fluidos, entre os quais, a pepsina e o ácido clorídrico. Errado, o ácido clorídrico, constituinte do suco gástrico e a pepsina, principal enzima ativa desse suco são produzidos no estômago. O suco gástrico é produzido pelas células estomacais, onde as células parietais produzem o ácido clorídrico e as células principais produzem a pepsina.
Base de consulta: Amabis e Martho

Somatória= 7

Conteúdos: Fisiologia humana: sistema digestório
Fisiologia dos mamíferos (ruminantes)
Relações ecológicas
Sistema endócrino



Correção comentada vestibular UEM de inverno/2011-Gabarito 1



1-As proteínas são componentes fundamentais de todos os seres vivos, formadas por dezenas de aminoácidos. Sobre esse assunto, assinale o que for correto.
01) Uma molécula de aminoácido é formada por átomos de carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio. Correto, um aminoácido é uma molécula orgânica formada por átomos de carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio. Fonte Amabis e Martho

02) Toda molécula de aminoácido apresenta um átomo de carbono (%), ao qual se ligam um grupo amina (NH2), um grupo carboxila (COOH), um átomo de hidrogênio (H) e um quarto grupo Radical (R). Correto, comparando as fórmulas dos vinte aminoácidos que entram na composição das proteínas, nota-se que todas elas apresentam um átomo de carbono denominado carbono-alfa (α), ao qual se ligam um grupo amina (NH2), um grupo carboxila (COOH), um átomo de hidrogênio (H) e um quarto grupo genericamente denominado de R (de radical). Fonte Amabis e Martho

04) A ligação entre dois aminoácidos vizinhos é denominada ligação peptídica. Correto, a ligação entre dois aminoácidos vizinhos em uma molécula de proteínas é denominada ligação peptídica. Fonte Amabis e Martho

08) A sequência de aminoácidos na cadeia polipeptídica é a estrutura secundária da proteína. Errada, a sequência de aminoácidos de uma cadeia polipeptídica é denominada estrutura primária. Fonte Amabis e Martho

16) Todo ser vivo é capaz de fabricar os vinte tipos de aminoácidos existentes para sintetizar suas proteínas. Errada, alguns organismos, particularmente os seres autotróficos, são capazes de produzir todos os 20 tipos de aminoácidos necessários para a produção de suas proteínas, não necessitando ingerir proteínas para sobreviver. Outros organismos, entre os quais nossa espécie, não consegue produzir alguns dos aminoácidos e por isso precisa recebê-los prontos na alimentação.Fonte Amabis e Martho

Somatória = 07

Conteúdo: Composição química da célula – substâncias orgânicas – proteínas